loader image
A rotulagem tecno-ética da Naturcode visa conquistar a Andaluzia Sabor

A rotulagem tecno-ética da Naturcode visa conquistar a Andaluzia Sabor

A start-up Naturcode participará na sétima edição da feira Andaluzia Sabor, que decorrerá de 23 a 25 de setembro no recinto de feiras FIBES I, no interior do Centro de Congressos e Exposições de Sevilha.

 

Organizada pela Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Desenvolvimento Sustentável de Andaluzia, o evento pretende reunir todas as ofertas agroalimentares da região para reforçar a sua presença nos mercados nacional e internacional. Será um espaço onde as empresas expositoras poderão estabelecer contatos valiosos, gerar oportunidades de negócios e explorar novos mercados.

 

Esta nova edição é marcada pela digitalização. Com este espírito inovador, Andaluzia Sabor está a apostar numa maior visibilidade e valorização das empresas participantes.

 

Com estes objetivos, o Governo de Andaluzia contratou os serviços da Naturcode, a primeira plataforma em nosso país que oferece uma solução que liga diretamente produtores e consumidores agroalimentares através da rotulagem ética dos produtos.

 

Nascido em Andaluzia e reconhecido pelo Instituto Cerdà, Naturcode acredita que a informação transparente, confiável e ética conduzirá a produção, distribuição e consumo na direção de um modelo mais rentável e sustentável. Além de informação, a Naturcode oferece aos consumidores a possibilidade de fazer avaliações, opinar e comprar os produtos.

 

O sistema da Naturcode beneficia assim tanto o consumidor, que recebe toda a informação relevante sobre o produto, quanto o próprio produtor, que descobre automaticamente a relação e a vinculação do mercado com a sua oferta.

 

A plataforma fundamenta esse relacionamento em seu pioneiro código de ética, um instrumento que integra os valores e princípios da start-up, endossado por quatro associações independentes de consumidores.

 

Os produtores que se unem à rotulagem inteligente da Naturcode aceitam este código de ética através do qual tudo o que se passa no sistema de distribuição agroalimentar é comunicado de forma confiável e transparente.

 

Digitalização de produtos andaluzes através de tecnologias QR e NFC

 

A Naturcode oferecerá a todas as empresas participantes da Andaluzia Sabor dois rótulos éticos para que possam experimentar o funcionamento da plataforma durante a feira.

 

Mais de 120 produtores, associações e outras organizações solicitaram os rótulos tecno-éticos e quase 300 produtos terão essa tecnologia disponível durante o evento.

 

O visitante, ao aproximar o seu telemóvel a uma dessas etiquetas, terá acesso a informação completa sobre o produto, desde a sua origem até os detalhes para contacto directo com o produtor, bem como outras informações de interesse que não constam nos rótulos convencionais. Essas informações estarão disponíveis em espanhol e inglês.

 

A implementação do sistema NFC, que é uma tecnologia de conectividade sem fio, de curto alcance e alta frequência, e que permite a troca de dados entre dispositivos, chega ao evento agroalimentar andaluz graças à colaboração de Naturcode com Avery Dennison, uma empresa líder em tecnologias adesivas a nivel global.

 

Para promover o uso dessas etiquetas inteligentes, será realizado um concurso em que assinaturas gratuitas serão concedidas aos produtores que obtiverem o maior número de escaneamentos e as melhores valorações pelos visitantes.

 

Além disso, a Naturcode terá um stand próprio na feira onde empresas e visitantes poderão conhecer o projeto e como podem fazer parte desta revolução da rotulagem inteligente.

Naturcode participa como uma história de sucesso na conferência sobre ‘Digitalização da Indústria Alimentar’ da Câmara de Comércio de Granada

Naturcode participa como uma história de sucesso na conferência sobre ‘Digitalização da Indústria Alimentar’ da Câmara de Comércio de Granada

Na última quinta-feira, 25 de fevereiro, Fernando Vázquez, CEO e fundador da Naturcode, participou do webinar organizado pela Câmara de Comércio de Granada com o título ‘Digitalização da Indústria Alimentar’. O principal objetivo deste evento foi discutir a situação atual da indústria alimentar de Granada no ambiente digital, para o qual reuniu sete especialistas influentes do setor.

 

A diretora de Indústrias, Inovação e Cadeia Agroalimentar, Cristina del Toro, deu início ao evento reconhecendo o trabalho das empresas e agradecendo a participação no webinar. Os temas debatidos no evento foram a promoção do empreendedorismo no meio digital e a avaliação do papel dos centros tecnológicos na digitalização e internacionalização das empresas.

 

A Naturcode foi representada pelo seu CEO, Fernando Vázquez, quem explicou as principais funções desta ferramenta. A seguir, ofereceu uma descrição do ambiente competitivo da Naturcode e do seu percurso, proporcionando aos participantes uma linha do tempo de conquistas, onde se fez referência à evolução que a empresa tem passado desde o seu início até aos dias de hoje.

 

Além disso, explicou os principais aspectos que fazem com que a rotulagem inteligente seja uma das prioridades para as empresas que buscam dar um passo além, ingressando plenamente no mundo digital. A apresentação das vantagens da utilização da plataforma Naturcode e como elas beneficiam cada uma das partes da cadeia agroalimentar foram aspectos fundamentais para captar a atenção dos presentes.

 

Como comentou o CEO da Naturcode, “os hábitos de compra dos espanhóis mudaram, colocando a digitalização não apenas como uma opção, mas como uma necessidade. Essa é a principal razão pela qual grande parte dos espanhóis prefere fazer compras nas grandes redes, ao mesmo tempo que as pequenas lojas locais estão perdendo clientes. Em nosso país, apenas 100 mil dos 900 mil produtos comercializados investem em digitalização, o que se traduz em 90% de produtos analógicos”.

 

 

A Naturcode acredita que a informação é uma das principais fontes de valor para uma marca, uma vez que “o cumprimento dos regulamentos deixou de ser uma obrigação para se tornar uma necessidade, o que tem resultado num aumento considerável do seu papel como fator de competitividade”, como apontou Fernando Vázquez. Além disso, afirmou que “no caso dos produtos etiquetados com o código Naturcode, quando o consumidor descobre que existe um comité científico por trás deles, muda a sua mentalidade e aumenta a sua confiança no produto. No final, isso leva a um aumento de valor em toda a cadeia agroalimentar”.

 

Fernando Vázquez concluiu sua apresentação com a seguinte ideia:

“Para poder trocar o carrinho de compras pelo carrinho das acções, é essencial que a informação seja verdadeira e transparente”.